" Ela é paz pra palestina, fé pra Babilônia."
É na decadência de seu sorriso que se nota o vazio de sua alma.


"Minha rinite não aguenta mais meus sonhos virarem pó."


Andava com mania de suicídio e com crises de depressão aguda; não suportava ajuntamentos perto de mim e, acima de tudo, não tolerava entrar em fila comprida pra esperar seja lá o que fosse. E é nisso que toda a sociedade está se transformando: em longas filas à espera de alguma coisa. Tentei me matar com gás e não consegui. Mas tinha outro problema. Levantar da cama. Sempre tive ódio disso. Vivia afirmando: “as duas maiores invenções da humanidade foram a cama e a bomba atômica; não saindo da primeira, a gente se salva, e, soltando a segunda, se acaba com tudo”.
all theme by sk8er-girl. motherfuckers copy ©

“Admiro quem se aceita e consegue ser feliz do jeitinho que é.”
Marcello Henrique. (via sou-inseguro)


“No tempo da maldade, acho que a gente nem tinha nascido. Olha aí, meu guri: essa onda de assaltos tá um horror. Não posso fazer serenata, a roda de samba acabou. A gente quer ter voz ativa, no nosso destino mandar mas, eis que chega a roda viva e carrega o destino pra lá. Não tem mais jeito, a gente não tem cura. Mesmo com todo o problema, todo o sistema, a gente vai levando.”
Chico Buarque em entrevista por Eberth Vêncio, Revista Bula. (via oxigenio-dapalavra)


há duas coisas que a física não me ensinou de fato, a primeira de todas é que dois corpos podem ocupar o mesmo espaço, pois quiçá a mente seria um corpo longo e pesado, de todas as expectativas supérfluas do seu objeto e corpo de desejo. Amamos a ilusão do verbo, não a conjugação. Sendo assim amar é a pureza dos fatos. Logo, não conjugue. E a segunda e não menos relevante, que seguir em frente é muito mais retrógado que voltar.



“No lugar daquela árvore
Onde escrevi seu nome
Corre agora uma avenida
Por onde você se foi.”
Mac Muller  (via nobroke)

2 weeks ago · 1,258 notes · reblog
originally sintoso · via nobroke

“Eu deixei de me amar, pra todo meu amor ser só seu. Eu voltei atrás. Eu chorei, eu pedi desculpas, eu aguentei besteiras. Aguentei tudo. Juntando do chão, migalhas do seu carinho, migalhas do seu amor. Do seu jeito explosivo e calmo. Um dia me amando como se a terra fosse acabar depois da meia noite. No outro dia um desconhecido me pedindo pra tratá-lo como qualquer um, por favor. Você é meu personagem favorito. O dono de todos os meus textos, de todas as minhas histórias.”
Tati Bernardi.   (via nobroke)


“A pior ofensa que você pode fazer a uma pessoa insegura é gostar dela.”
Tati Bernardi.  (via sou-inseguro)


“Discutem como um casal, se falam como melhores amigos, se amam como crianças, obviamente, o destino deles é ficarem juntos.”
Gramaticas.  (via nobroke)


engarrafado

coitada da água que eu bebo
sem cor
sem gosto
sem cheiro
até parece a gente



“Chorar um pouco
faz bem ao coração
lava a alma do sufoco
de amar sem razão.”
Elisa Bartlett.   (via oxigenio-dapalavra)


o telefone continuava tocando.
atendi.
“alô?”

“EU TE AMO!”, ela disse.

“obrigado”, eu disse.

“é tudo o que você tem
pra me dizer?”

“sim.”

“vá à merda!” ela disse e
desligou.

o amor se esgota, pensei
ao caminhar de volta ao
banheiro, mais rápido
do que um jato de esperma.

Charles BukowskiO amor é um cão dos diabos. (via oxigenio-dapalavra)